sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Todas as coisas mais que nos livros não cabem




(…)

E é tudo tão simples quando se rola a flor entre os dedos!

Os estadistas não sabem,

mas nós, os das flores, para quem os caminhos do sonho

não guardam segredos,

Sabemos isso e todas as coisas mais que nos livros não cabem.”

António Gedeão

3 comentários:

xn disse...

Por vezes as pessoas interpretam mal as palavras. A meu ver a palavra "inveja" é um exemplo disso. Neste meu dicionário "inveja" é também "admiração".
- Invejo-te!
Sim é verdade, invejo-te porque és um exemplo de uma GRANDE leitora.
Agora no meu modesto conhecimento acrescento: "(...)e sempre que um homem sonha, o mundo pula e avança entre as mãos de uma criança."
Continua a ser como és, porque é óptimo ter por perto pessoas como tu!

Marta Vasil disse...

Sem dúvida, uma óptima escolha.
Fico-me por aqui, tentando rolar a flor por entre os dedos.

Um beijinho

Ana disse...

Xn, eu acrescento, é maravilhoso ter pessoas como vocês as duas por perto de meu filho.
Muito obrigada, a ambas, por serem como são.