sexta-feira, 20 de maio de 2011

"Meninos Coração de Pássaro"


Já aqui disse sobre os fascínios da minha profissão e não me canso de dizer. É que no jardim-de-infância não há dias diários, os meninos têm o poder de inventar inesperados a cada momento, fazendo perguntas, observações raras e tecendo sobre as mesmas conclusões muito próprias.

Os inesperados são quase sempre a melhor parte do dia. Adoro quando o que planificamos no dia anterior é imediatamente (des) planificado, só porque surgiu algo mais interessante ou que simplesmente nos faz mais felizes.

Como hoje pela tarde. Acabávamos de entrar na sala depois do almoço quando um dos meninos gritou:

-Professora! Está ali um passarinho!

Pela porta ainda aberta da sala, vi a professora Xana e nossa Joana tentando apanhar um pardalinho que voava pelo corredor. Assustado, procurava a saída e na ausência de portas ou janelas abertas atirava-se insistentemente contra os vidros, até que ao ver a porta da sala aberta entrou e foi pousar imaginem no teclado do computador! Parou para descansar do medo, segundo os meninos. Com muito cuidado para não o magoar conseguimos apanhá-lo. Era mesmo pequenino e” tremia de susto”; segundo o Edgar.

Todos chegaram rapidamente à conclusão que a casa do passarinho era nas árvores frente à janela da nossa sala e sem mais demoras saímos para o recreio para o devolver à família, pois a mãe dele devia estar já muito aflita, como muito bem referiu a Bruna.

Mal abri a mão o pequeno pássaro voou com quantas asas tinha, mas não tardou a pousar na rede que separa o recreio da árvore sua casa como que para agradecer…

Claro que ninguém quis voltar para a sala sem descobrir onde era a casa do pardalinho…

E não é que a descobrimos!

Eu fui quem a viu melhor, subi à árvore. Os meninos queriam ver mais de perto, mas a árvore não oferecia segurança, com muita pena minha e deles. Pensei como seria fantástico vê-los trepar pela árvore…

Talvez num outro dia, numa outra árvore…

É que já algum tempo que quero trabalhar um projecto que irá chamar-se;

As vantagens de subir às árvores!

E o nosso amigo pássaro? Olhava-nos baloiçando num fio de electricidade. E talvez pensasse, que bom é ter meninos felizes e com “coração de pássaro”!



5 comentários:

xn disse...

Sempre surpreendente!
Quando penso que já contaste tudo... aí vem mais um acontecimento fascinante!!!
Que pena tenho da minha filha entrar já no próximo ano para a escola, simplesmente adorava que tivesse uma educadora capaz de subir a uma árvore e de ficar entristecida dos seus "corações de pássaro" não poderem fazer o mesmo! Uma educadora que sabe o que realmente é importante para as crianças: simplesmente que sejam felizes, que vivam momentos de pura ingenuidade e liberdade de pensamentos e sentimentos!!!!
Que feliz fico por saber que há pessoas como tu!
Ah! Mais uma vez obrigada por fazeres o meu dia terminar com uma gargalhada!

xn disse...

Só mais uma coisita:
quando desenvolveres o projecto, não te esqueças da parte prática, é que quero muito estar presente!

joanacruz disse...

Nem imagina a felicidade do Pedro a descrever-me estas imagens.
Enfim, só eu não tive professoras que se pendurassem em cortinados e que subissem às árvores.
Sorte a do meu filho!!!
Continue sempre assim...
Beijinhos

Joana Cruz

RaquelMaia disse...

Olá Professora Teresa.... Que saudades... Já vi que continua a fazer furror por onde passa;))))
Mande-me o seu mail, pois tenho uma photo muito importante para lhe enviar.
Beijinhos Grande
Raquel (mãe Alexandre, Vila Chã)

Ana disse...

Fantástico!
O meu filho, Gonçalo, leu o texto e eu e o Diogo, seu irmão, ficamos encantados. Chegou a hora de dormir e sonhar que também nós subimos a árvore, ...

Mais uma vez, obrigada!