terça-feira, 4 de agosto de 2015

PÉ ANTE PÉ UM SOL DE FIM DE TARDE


                   Willy Ronis



Pé ante pé

um sol de fim de tarde
   
entra sorrateiro pela janela

e invade as palavras 

da carta que ainda não terminei de escrever-te…

Brilham agora mais as palavras.

Talvez tentem guardar o verão…

O verão que tantas vezes te escondi nas fitas do vestido

que nunca chegaste a desatar….

O gato que partilha o sol com a carta

olha-me de soslaio…

Acho que sonha um céu com peixes…



1 comentário:

Maria Adelina De Jesus Lopes disse...

Olá Teresa

Sei que já o disse antes, mas as coisas boas nunca cansam. És uma artífice de poesia. Bordas palavras simples com sentimentos grandes e o resultado é sempre muito bonito.

Obrigada