terça-feira, 28 de junho de 2011

O sol e o cavalo que vivia na estante da biblioteca


Era uma vez um cavalo…

Ou melhor, era uma vez uma égua chamada “Nahora” que vivia numa das estantes da biblioteca do meu Avô. Sim eu sei, as éguas e os cavalos não vivem dentro de casa e muito menos em cima de estantes carregadas de livros, mas Nahora era uma égua de cristal muito transparente, polido como diria a tia Zélia que a trouxera duma das suas viagens para oferecer ao Avô.

Afinal a história não tem nada de especial! Uma égua de cristal no meio de livros, um simples objecto…

Está-se mesmo a ver, por artes mágicas ou outras Nahora vai saltar da estante, quem sabe ganhar asas… e eu pergunto onde é que já li isto?!

Nesta altura da história estou a pensar como deve ser difícil para quem escreve histórias a sério inventar verdades que convençam as pessoas a continuar a ler, sim porque ninguém vai perder tempo a ler uma história que já foi escrita.

Mas como eu não escrevo histórias a sério só porque me apetece não estou preocupada se ninguém a ler, além do mais esta é só uma história minha se ninguém a ler ela continua minha, engraçado que se por acaso alguém ficar curioso e resolver lê-la ela continua a ser minha, ou não? Talvez seja minha, tua, de quem a apanhar, quer dizer de quem a ler…

Ah, esqueci-me de dizer que ao final da tarde quando o sol entrava pela janela da biblioteca para se despedir, Nahora deixava de ser transparente para ganhar todas as cores conhecidas e desconhecidas, principalmente as desconhecidas.

E foi esta história pequena que lembrei hoje enquanto estava com os meninos no Clube Hípico de Campo, Valongo.

Eu sei, não é uma grande história, mas quem decide afinal o tamanho das nossas histórias?!


5 comentários:

Transmontano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rui Cruz disse...

olá,

sendo a primeira vez que comento no seu blog, devo cumprimentá-la pelo mesmo. Vejo agora, a razão da euforia do Pedro a tentar explicar o dia fenomenal que teve.

muitos parabéns,

até breve.

RC

Rui Cruz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
joanacruz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
joanacruz disse...

É sempre um prazer ler as suas histórias e compartilhar esses momentos de alegria, onde o meu filho, também, participa.
Beijinhos